SÃO PAULO É A CIDADE BRASILEIRA QUE MAIS RECEBEU IMIGRANTES NO BRASIL

O presidente Lula concedeu uma permissão provisória para todos os imigrantes ilegais que chegaram ao Brasil até fevereiro


Desde seu descobrimento, o Brasil sempre foi uma terra acolhedora. Tida como uma terra de esperança e oportunidades, o país foi constituído por Portugueses, Espanhóis, Holandeses, Italianos, Alemães, Franceses, Japoneses, Africanos e tantas outras raças que se miscigenaram para fazer o brasileiro de hoje. Porém nenhuma outra cidade brasileira recebeu tantos imigrantes como São Paulo. Os primeiros registros oficiais relatam um grupo de Alemães como os primeiros imigrantes a desembarcarem no porto de Santos, em 1827. Chegando em São Paulo este grupo se estabeleceu onde hoje está o bairro de Santo Amaro.

O fluxo imigratório da cidade aumentou de forma significativa a partir de 1870. O objetivo inicial era substituir a mão-de-obra escrava das fazendas de café por trabalhadores capacitados de outros países. Entre 1886 e 1888, uma nova ‘Hospedaria dos Imigrantes’ foi erguida no bairro do Brás para substituir a anterior, que ficava no Bom Retiro.

Nesse período, o maior contingente de imigrantes eram os italianos, seguidos por espanhóis, portugueses e, a partir de 1908, os japoneses. Nem todos os imigrantes que aqui chegavam iam para o interior do estado trabalhar nas fazendas. Muitos que já tinham algum oficio se estabeleceram na capital. Em 1920, dos 590 mil habitantes de São Paulo, cerca de 205 mil eram estrangeiros, aproximadamente 35% da população. Sendo que os descendentes diretos destes imigrantes já eram reconhecidos como brasileiros perante a lei.

As contribuições profissionais, culturais e culinárias dos imigrantes foram fundamentais à cidade. Os italianos, por exemplo, trouxeram sua cultura e culinária para os bairros operários de São Paulo, onde até hoje são comemoradas as tradicionais festas de San Vito, Nossa Senhora da Achiropita e San Genaro, com pizza e massas típicas, em bairros como Brás, Bixiga e Mooca.

Na contra-mão da política externa adotada por muitos países desenvolvidos, o presidente Lula concedeu uma permissão provisória, por dois anos, para todos os imigrantes ilegais que chegaram ao Brasil até fevereiro desse anos.

Os números oficiais do ministério do trabalho calcula que vivam em torno de 180 mil estrangeiros no país, mas alguns dizem que este número possa chegar até 600 mil pessoas. Os dados mais recentes do cadastro ativo da Polícia Federal (PF) mostram um acumulado, até fevereiro deste ano, de 877.286 imigrantes regularizados.

A medida estabelece que o registro provisório aos imigrantes contanto que apresentem a carteira de identidade e atestado de antecedentes criminais de seus países de origem e após a entrada no Brasil identifiquem seus locais de domicilio.

O registro provisório permite que o estrangeiro trabalhe no Brasil enquanto tenta obter o registro permanente junto ao governo. Para isso ele não pode ter débitos com a União, ter um emprego fixo e não ter passagem pela policia. Desta forma, o projeto de anistia já beneficiou cerca de 50 mil imigrantes que viviam no Brasil ilegalmente.

Um comentário:

Allan disse...

Muito bom Rifa, continue assim !!!!!!!!!